Engana-se quem pensa que realizar a gestão de pessoas é tarefa fácil. É preciso aliar a humanização das relações à cobrança de resultados para que essa missão seja realizada com sucesso.

Para tanto, os moldes atuais de gestão de pessoas cobram a atuação de um líder e não mais, de um “chefe”: enquanto esse mantém-se acima e distante da equipe, um líder engaja os seus colaboradores ao operar por meio de relações mais próximas a seus profissionais.

Se você atua no mundo empresarial e gostaria de ver melhores resultados em seu negócio, confira, no nosso artigo, as melhores práticas de liderança e gestão de pessoas.

Quais são os principais desafios relacionados à liderança e gestão de pessoas?

Trabalhar com pessoas e, mais do que isso, operar a gestão de colaboradores requer bastante jogo de cintura, já que as características de cada um – positivas e negativas – precisam estar alinhadas de forma a não prejudicar a empresa.

Um gestor preparado precisa estar a par dos desafios mais comuns dessa atividade para, então, procurar os melhores meios de resolvê-los. Veja quais são eles.

Identificar talentos

A gestão de pessoas começa no processo de contratação dos colaboradores, perdurando-se por todo o período de trabalho do profissional e, se ela não for feita da forma correta, toda a cadeia de produção é afetada. Por isso, os líderes precisam investir na criação de um fluxo eficiente de contratação.

Isso significa que os profissionais mais adequados devem ser contratados e, para tanto, uma seleção criteriosa deve ser realizada: a dica é padronizar o procedimento de busca e contratação de profissionais.

Além disso, é importante identificar os talentos na empresa mesmo depois da contratação, direcionando o profissional para a realização de tarefas mais adequadas ao seu perfil, a partir de suas habilidades.

Manter a equipe motivada

Uma equipe motivada é aquela que se sente satisfeita em seu local de trabalho e, mesmo que de forma inconsciente, deseja retribuir esse sentimento positivo a partir da realização de um serviço mais enérgico, com entregas cada vez melhores.

Para incentivar a produção dos colaboradores e manter essa ação é preciso que o gestor crie uma relação sadia com os seus profissionais. Além da manutenção de um tom de respeito entre líder e liderados, prêmios podem ser oferecidos para a entrega de tarefas antes do prazo estabelecido ou, também, eventos de interação entre a equipe podem ser organizados uma vez ao mês. Vale usar a criatividade!

Cuidar do clima organizacional

O clima organizacional é definido como a maneira que os colaboradores enxergam a instituição, a partir de comportamentos e sentimentos percebidos. É um item subjetivo, porém, com um grande poder de influência e interferência na cadeia de produção.

Em outras palavras, um clima organizacional favorável precisa ser um foco do ambiente empresarial, já que a produção de resultados efetivos depende de como a produção é estruturada e coordenada. Por isso, antes de cobrar seus profissionais, invista nesse fator e torne o ambiente de trabalho leve e incentivador.

Como superar esses desafios e potencializar o desenvolvimento da empresa?

Um bom líder é aquele que busca encontrar os problemas existentes em sua empresa para, então, traçar maneiras de superá-los. Tendo essa ideia em mente, confira 3 formas de potencializar o desenvolvimento de sua empresa:

Saiba ouvir a sua equipe

Saber ouvir a equipe é palavra de ordem! Isso envolve ouvir críticas, sugestões, novas ideias e qualquer outra informação que os colaboradores sintam vontade de expressar – desde que feitas, claro, de forma profissional e respeitosa.

Para tanto, eles devem ser solicitados e estimulados a manter um canal aberto de informação. Uma dica é ter uma rotina de reuniões com esse fim ou, antes de efetivar qualquer inovação ou mudança na rotina, reunir os profissionais e buscar saber como eles enxergam possíveis transformações.

É essencial, ainda, que os colaboradores se sintam à vontade para buscar o líder sempre que for necessário. Ou seja, o gestor deve ter habilidade para estimular sua equipe a se expressar e, para isso, uma boa relação entre ele e liderados deve ser criada.

Forneça feedbacks aos colaboradores

Poucas pessoas conhecem o poder do feedback. Esse instrumento não é um vilão, como a maioria dos profissionais enxerga: ele funciona para auxiliar o crescimento de cada um e, ao final, para fazer o coletivo se alinhar da melhor forma possível.

Ele é um retorno ao profissional de como ele está efetuando o seu trabalho e pode ser realizado de forma escrita, durante uma conversa individual ou, ainda, em reuniões com a equipe. Apenas assim o colaborador entende, na prática, o que está sendo esperado de sua atuação e se ela vem sendo feita da maneira adequada.

Recompense as conquistas dos profissionais

Um profissional recompensado é um profissional que se sente útil para a instituição e, de quebra, passa a trabalhar com mais afinco. Por isso, um líder de qualidade deve saber identificar as conquistas de seus colaboradores e recompensá-los.

As recompensas são várias e podem ser realizadas de diferentes maneiras: desde o auxílio no pagamento de um curso de pós-graduação ou de qualificação para quem deseja investir no estudo, até a recompensa financeira para quem se destaca na produção ou completa um grande período na empresa.

As conquistas dos profissionais podem ser diversas, valendo ressaltar que simples atitudes por parte do líder já estimulam a realização de um trabalho de qualidade. Se é impossível oferecer retorno financeiro ao colaborador, saber reconhecer uma atuação de qualidade perante toda a equipe já faz toda a diferença.

São muitos os desafios que envolvem a liderança e a gestão de pessoas, mas sabendo identificá-los, o caminho para a sua solução pode ser traçado mais facilmente. Por isso, para ser um bom líder, promova uma boa relação entre os membros da sua equipe e atue de forma horizontal: o modelo do chefe que busca o respeito de seus colaboradores por meio do medo já ficou no passado.

Este artigo foi útil para você? Então, confira o nosso guia prático para a aplicação de compliance em grandes empresas.

Escreva um comentário

Share This